aBlog

A importância da Vitamina C para a pele do rosto

Não é à toa que a vitamina C conquistou o posto de queridinha das beauty addicts. Clássico indispensável quando o assunto é manter a cútis saudável, sua fama é antiga na indústria de dermocosméticos graças aos benefícios que ela traz para a saúde da pele.

Sintetizada pela primeira vez na década de 1930, ela é um poderoso antioxidante capaz de prevenir os danos causados pelo sol e até reverter os sinais do envelhecimento, reduzindo rugas e linhas de expressão e devolvendo o viço e a firmeza. Além disso, a vitamina C é eficaz no tratamento de pigmentação, restaurando os níveis de melanina, além de ter um excelente poder clareador.

Também conhecida como ácido ascórbico, a vitamina C é vital para o organismo. Além de ser essencial para a saúde da pele, ela também melhora o sistema imunológico, influencia positivamente no humor e previne problemas oftalmológicos e derrames.

O poder dos antioxidantes

Alguns agentes podem acelerar a produção de radicais livres. Luz solar, cigarro, poluição, alimentação desequilibrada, estresse e falta de sono são alguns deles. É nessa hora que entram os antioxidantes: capazes de neutralizar os radicais livres, moléculas que oxidam as células, danificando-as e ocasionando rugas e linhas de expressão, eles são essenciais no combate ao envelhecimento da pele.

Os antioxidantes agem impedindo que os radicais livres ataquem as células e as lesionem. Ainda reparam os danos causados por essas moléculas, reconstituindo as células danificadas. Existem dois tipos de antioxidantes: os enzimáticos, produzidos naturalmente pela pele, e os não enzimáticos, como a vitaminas C.

Nesse caso, é possível suprir a sua necessidade consumindo principalmente frutas cítricas e vegetais de folhas verdes, como brócolis, e investindo em tratamentos com ativos à base de vitamina C, que suavizam os sinais do tempo – como flacidez, manchas e rugas – e ajudam a deixar a pele luminosa.

Os benefícios da vitamina C para a pele

Além de um poderoso antioxidante, que protege a pele dos efeitos negativos da exposição à luz solar, a vitamina C é essencial para a manutenção da firmeza da pele. Isso porque ela promove a síntese de colágeno e previne a degradação da proteína que é uma das mais importantes do corpo humano.

Segundo especialistas, o colágeno está presente na pele, no tecido conjuntivo, cartilagens, ossos e vasos sanguíneos e sua função é garantir estrutura, firmeza e elasticidade. A partir dos 30 anos vamos reduzindo progressivamente a produção do colágeno, podendo chegar a apenas 35% de produção aos 50 anos de idade. Daí a importância de investir em antioxidantes orais e tópicos, além de se proteger do sol, é claro.

Outro benefício da vitamina C para a pele é a hidratação. De acordo com um estudo publicado na Índia, o ascorbil fosfato de magnésio, um dos derivados da vitamina C, consegue impedir a perda de água da barreira natural da pele graças às suas propriedades hidratantes. Ou seja, ela é ideal para manter a face viçosa e revitalizada.

A lista não acaba por aqui. Estudos comprovam que a vitamina C inibe a produção de tirosinase (enzima que atua na formação da melanina) e tem eficácia comprovada em processos de despigmentação da pele. Isso quer dizer que o seu poder clareador atua no combate às manchas, como melasmas e outros casos de hiperpigmentação. Além de clarear, a vitamina C também previne o aparecimento de novas manchas. É ou não é um clássico indispensável?

Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, agende uma avaliação em uma das unidades do Estúdio Mais.



Compartilhe: