aBlog

Espinhas têm solução! Conheça os tratamentos

A acne é um problema geralmente associado à adolescência, mas na verdade as espinhas podem aparecer em qualquer idade, tanto nos homens quanto nas mulheres. A pele do rosto costuma ser a principal prejudicada. No entanto, as lesões também podem ocorrer nas costas, nos ombros e no peito. Seja qual for o caso, o combate às erupções é uma luta constante. Um dia sem higienizar a pele da maneira adequada ou até mesmo um desvio na dieta alimentar podem desencadear o surgimento de cravos e espinhas.

O aparecimento da acne também pode ocorrer no período menstrual ou até mesmo em situações de estresse. A piora dos sintomas está relacionada, ainda, ao uso de corticoides e vitaminas do complexo B. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, fatores como a exposição exagerada ao sol, a época do ano (especialmente o inverno) e, principalmente, o hábito de cutucar as lesões também pioram o quadro.

Como prevenir o aparecimento de acne

Além de manter a pele limpa, utilizando sempre produtos desenvolvidos especificamente para o seu tipo de pele, beber água e investir em uma alimentação balanceada ajudam a prevenir o aparecimento de acne. Evite ingerir alimentos que possam desencadear o problema, como açúcar refinado, derivados de farinha branca e gorduras. E, na medida do possível, tente evitar o stress. Vale lembrar que é importante fazer a remoção diária da maquiagem e usar cosméticos oil-free ou não comedogênicos.

Como surgem os cravos e espinhas

De maneira geral, os hormônios sexuais são os principais responsáveis pelas alterações da pele, assim como pelo surgimento da acne. Eles podem provocar mudanças relacionadas à secreção sebácea principalmente nas pessoas com predisposição genética. As manifestações podem se apresentar na forma de comedões (cravos) e até cistos doloridos que se expandem por camadas mais profundas da pele e podem deixar cicatrizes.

Isso acontece porque, normalmente, as glândulas sebáceas produzem uma espécie de gordura essencial à proteção da pele. Essa secreção oleosa, juntamente com células mortas, atravessa os folículos pilosos (orifícios de onde saem os pelos) e acaba eliminada. Mas, se a produção é excessiva, parte desse sebo fica retida, entupindo os poros. Quando isso ocorre, o acúmulo oleoso atrai bactérias para o local.

O processo inflamatório das glândulas sebáceas e dos folículos pilossebáceos que acarreta o surgimento de cravos e espinhas também pode afetar a autoestima. Daí a importância de procurar o tratamento adequado, tanto para tratar o incômodo das lesões quanto para a retomada do equilíbrio psicológico tão importante para uma vida saudável.

Conheça os graus e os tratamentos adequados

Grau 1 – Acne comedoniana

É o tipo mais comum, em que se apresentam comedões (cravos), sem lesões inflamatórias (espinhas), e qualquer pessoa pode ter. O tratamento é feito com peelings que podem ser de ácido salicílico, ácido retinoico e cristal.

Grau 2 – Acne papulo pustulosa

Além de cravos, apresenta pápulas (bolinhas vermelhas) e pontos de pus e ocorre com mais frequência em adolescentes e jovens adultos. Peelings e luz azul estão entre os tratamentos indicados.

Grau 3 – Acne nódulo cística

É o nível em que ocorrem as chamadas “espinhas internas”, com nódulos e cistos inflamados, geralmente acompanhados de dor local, que acometem adolescentes e jovens adultos. O tratamento é realizado com peelings químicos, luz azul, desobstrução das lesões e infiltração de medicamentos.

Grau 4 – Acne conglobata

Neste nível, o paciente apresenta nódulos e cistos inflamados que podem dar origem a uma grande lesão que pode deixar marcas na pele. É mais comum em adolescentes do sexo masculino. O tratamento é feito com infiltração das lesões com corticoide e antibiótico, e drenagem dos cistos.

Acne tem solução

Para resgatar a saúde da pele, o Estúdio Mais desenvolveu o Programa de Combate à Acne. Além de eliminar cravos e espinhas e reduzir os poros dilatados, o tratamento tem ação hidratante, anti-inflamatória e efeito bactericida, antisséptico e cicatrizante.

Ativos

Seborreguladores, secativos, anti-inflamatórios, clareadores e antioxidantes atuam na regulação da atividade secretora da glândula sebácea, na prevenção da proliferação bacteriana, no combate às inflamações e aos radicais livres que provocam o envelhecimento precoce da pele.

Limpeza de pele

Por meio da assepsia, exfoliação e extração, o tratamento remove o acúmulo de impurezas, como cravos, espinhas e células mortas causadas por poeira, bactérias e poluição, promovendo uma pele mais homogênea e livre de oleosidade excessiva.

Luz Intensa Pulsada

Um aparelho emite um feixe de luz concentrada que combate as bactérias causadoras das inflamações, acelerando o processo de cicatrização da pele.

Fototerapia ou Máscara de LED

Luzes coloridas são usadas no tratamento de lesões de pele e tecidos moles associado a cremes com princípios ativos. A cor azul tem função bactericida e inibe o excesso de secreção sebácea, auxiliando na oxigenação e na regeneração do tecido.

Mesolift NCTF

Por meio da aplicação de produto polirrevitalizante associado ao ácido hialurônico o tratamento promove a melhora progressiva da qualidade da pele, reduzindo poros dilatados e cicatrizes de acne.

Peeling químico

Por meio do uso de elementos químicos, como o ácido salicílico, o tratamento reduz a oleosidade da pele e tem efeito secativo em espinhas presentes.

Microagulhamento

O uso de um roller composto por microagulhas estimula a produção de colágeno e potencializa a penetração de cremes e medicamentos na pele. A técnica é realizada no tratamento das cicatrizes de acne.

Agende uma avaliação em uma das unidades do Estúdio Mais! Clique aqui e adquira seu voucher de desconto.



Compartilhe: