aBlog

Os benefícios do laser na remoção de tatuagem

Só quem já se arrependeu de ter feito uma tatuagem sabe a importância da tecnologia para reverter a situação. Diversos métodos disponíveis no mercado prometem apagar traços indesejados do passado. No entanto, o laser é o único tratamento em que se consegue remover o pigmento de forma segura e sem deixar marcas.

O que é Nd YAG

O laser Nd YAG, utilizado nos tratamentos para Remoção de Pigmento de Tatuagem a Laser oferecidos no Estúdio Mais, tem como cromóforo a tintura. Por isso é um tratamento eficaz na eliminação da tinta e que não tem efeito colateral nas outras regiões da pele.

Também chamado de Neodimio YAG (ítrio-alumínio-granada), o laser tem um comprimento de onda de 1064 nanômetros. Isso quer dizer que ele atua emitindo uma série de pulsos de alta potência com duração extremamente curta (nano segundos). A liberação de pulsos faz com que ocorra a fragmentação da tinta. As altas temperaturas, por sua vez, formam ondas acústicas que se propagam, destruindo o pigmento.

Como funciona o laser na remoção de tatuagens?

O laser pode ser aplicado na pele do rosto e do corpo. A intensidade do raio varia conforme a região escolhida e a finalidade com que ele for utilizado. O Nd YAG tem maior potencial de penetração, por isso pode ser aplicado quando com a finalidade de apagar tatuagens mais profundas. Além disso, seu efeito inflamatório é bem menor.

Independentemente do local em que foi feita a tatuagem, a eficácia da remoção está relacionada à profundidade com que ela foi feita. Isso quer dizer que tatuagens mais profundas demoram mais tempo para sair.

A sensibilidade varia de acordo com cada paciente e a remoção pode ser dolorosa. Por isso, o preparo da pele é feito com a aplicação de um anestésico 30 minutos antes da sessão. O procedimento dura em média 10 minutos e os resultados são visíveis a partir da primeira aplicação.

Cor da pele, cor da tatuagem e outros fatores que influenciam na remoção a laser

A quantidade de sessões varia conforme o tratamento e as características da pele. As aplicações podem ser feitas de quatro a até dez sessões, com intervalos que variam entre um mês a até seis meses, dependendo do caso. Se necessária, a manutenção pode ser feita anualmente.

As tatuagens mais fáceis de serem retiradas são aquelas feitas com tinta preta. Como o laser tem mais afinidade com cores escuras, as tatuagens coloridas são mais difíceis de sair, especialmente se o preenchimento for feito com tinta amarela ou azul.

Tatuagens coloridas podem até sair por completo, mas deixam algum pigmento residual, cicatriz ou uma hipocromia, que é quando a pele fica um pouco mais branca do que era. As tatuagens mais antigas são mais fáceis de se remover. As mais novas podem levar mais tempo, mas é possível se livrar delas.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, mesmo em casos em que ainda há resquícios de pigmento na pele, há uma grande melhora na coloração, o que pode até mesmo permitir uma outra tatuagem no local.

A cor da pele também pode interferir no tratamento. Segundo especialistas, quanto maior o contraste entre a cor da pele e o pigmento, melhor o resultado. Por isso, peles bronzeadas ou negras geralmente precisam de mais sessões do que as brancas.

Fique atento!

Manter uma boa hidratação e evitar a exposição ao sol é essencial após o tratamento com laser para remoção de tatuagem ou pigmento. Além disso, é recomendado o uso de pomadas calmantes e cicatrizantes.

Vale lembrar que pessoas com psoríase, doenças cutâneas crônicas, histórico de vitiligo, entre outras doenças autoimunes, devem evitar o tratamento. Além disso, ele é contraindicado para mulheres grávidas, ok?

Para saber mais sobre nossos tratamentos com laser para remoção de tatuagem ou pigmento, visite uma das unidades do Estúdio Mais!



Compartilhe: